CRISTAL DA SEMANA

 

Ponta de Ametista

A Ametista estimula a produção de hormonas e permite a sintonia entre o sistema endócrino e o metabolismo. Fortalece os orgãos de limpeza e de eliminação e o sistema imunitário. Trata-se de uma excelente pedra de limpeza do sangue, a Ametista alivia a dor, o stress físico, emocional e psicológico e bloqueia o stress geopático. Melhora as dores de cabeça e liberta a tensão. Cura as contusões , as feridas e as inflamações e trata problemas auditivos. Cura doenças pulmonares e do aparelho respiratório, perturbações cutâneas e celulares e repara o mau funcionamento do aparelho digestivo. A Ametista trata a insónia e permite um sono descansado (use-a debaixo da almofada).

As pontas de Ametista de terminação única são utilizadas na cristaloterapia. Posicione a ponta na sua direcção se quiser atrair a energia e voltada para fora se a quiser libertar. A Ametista é especialmente benéfica quando utilizada ao pescoço ou sobre o coração.

Ametista Violeta-Lavanda tem uma vibração particularmente forte. Os cristais lilases com terminação dupla conduzem-no a melhores ondas Beta. Além disso, estimulam e acalmam os chacras da garganta e do coração. Flores violeta iluminam e aquecem o ambiente.

Ametista Chevron é um dos melhores estimulantes do terceiro. Desenvolve a visão interior, intuitiva e a visão exterior, física  e as viagens fora do corpo. Esta pedra tem uma energia poderosamente concentrada , que dissipa e repele a negatividade. A Ametista Chevron limpa a aura e ajuda nos diagnósticos áuricos. Tem um campo curativo forte que proporciona harmonia aos orgãos do corpo e estimula o sistema imunitário. Ajuda-o a Implementar uma resposta positiva para qualquer problema.

Ametista Ananás tem pequenos nódulos que cobrem os lados a partir dos quais emergem as terminações em ponta. Parecida com os torreões do castelo de um conto de fadas, esta pedra facilita o contacto com o reino mítico e dos contos de fadas e estimula a imaginação. É um poderoso arquétipo de cura de mitos familiares e colectivos.


 

Clinicaurora

publicado por ClinicAurora às 00:03